handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
[CURSO MIS ]

O horror no cinema brasileiro

INSCREVA-SE

Os últimos anos têm visto um crescimento exponencial na produção de filmes de horror no Brasil. Cineastas como Rodrigo Aragão, Paulo Biscaia Filho, Juliana Rojas e Marco Dutra, Gabriela Amaral Almeida, Dennison Ramalho e tantos outros já são conhecidos do público. O horror tem se manifestado no cinema nacional desde os primórdios do filme sonoro, com chanchadas de fantasmas, passando pelo melodrama gótico, e enfim com o fenômeno Zé do Caixão, criação do cineasta paulista José Mojica Marins. O experimentalismo udigrúdi de Júlio Bressane e Rogério Sganzerla, o “terrir” de Ivan Cardoso, o horror existencial de Walter Hugo Khouri, o terror barroco de Carlos Hugo Christensen, e até mesmo o popular cômico Mazzaropi, com comédias como O jeca macumbeiro e O jeca e a égua milagrosa, todas as fases e estilos do cinema brasileiro misturaram elementos do horror. A prolífica produção da Boca do Lixo, misturando horror, violência e erotismo, resultou em alguns dos melhores exemplares do gênero, realizados por diretores populares como Jean Garrett, John Doo, David Cardoso, Ody Fraga e Fauzi Mansur. O curso acompanha todas essas fases e aponta as vastas possibilidades do gênero nos últimos anos, em que nomes como Marcos De Brito, Samuel Galli, Petrus Cariry, Guto Parente, Monica Demes, Marina Meliande, Armando Fonseca, Raphael Borghi e Kapel Furman, entre tantos outros, levam às telas suas próprias visões do horror cinematográfico.

Sobre o professor

Carlos Primati é jornalista, crítico, tradutor e pesquisador, especializado no gênero fantástico, inclusive na cena brasileira do horror e fantasia, desde Zé do Caixão e Ivan Cardoso até a produção contemporânea. Ministrou aula magna na mostra de Alfred Hitchcock no CCBB em São Paulo, em 2011, e participou da retrospectiva completa do cineasta em Belo Horizonte, em 2013, com artigos para o catálogo, uma palestra e uma mesa de debate. É organizador, juntamente de Beatriz Saldanha, da antologia Única, primeira publicação brasileira dedicada exclusivamente a estudar a obra de Hitchcock.

  • Condições dos cursos MISadd

    → Cancelamento do curso ou mudança de datas

    Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou em caso de imprevistos, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos para informar.

    → Vagas remanescentes e lista de espera

    Caso receba um e-mail informando que sua inscrição está numa lista de espera, aguarde o contato da equipe MIS até 07 (sete) dias antes do início do curso. Se não receber o e-mail com as orientações de matrícula dentro deste prazo, significa que não houve nenhuma desistência e que não há vagas remanescentes para do curso em questão.

    → Cancelamento de matrícula

    Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um email com sua solicitação no prazo máximo de até 07 (sete) dias antes do início do curso. Será devolvido 80% do valor pago.

    Se o cancelamento da matrícula for efetuado após o prazo de 07 (sete) dias, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.

    → É proibido o acesso às salas de aula com mochilas/bolsas.

    Para eventuais dúvidas, escreva para: cursos@mis-sp.org.br

Galeria de Fotos