handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!

Era preciso esperar para saber | Acervo MIS

Partindo de obras e documentos que integram o acervo do MIS, esta exposição se distribui em diversos espaços do museu e se organiza em quatro recortes: antes, mais adiante; sujeito, personagem; mostrar, ofuscar; perda, transfiguração. Essas são noções-chave da pesquisa histórica que, nas latências do arquivo, são confrontadas com seus avessos.

“O que proponho nessa exposição é pensar alguns fatores que colocam em risco a memória pretendida por um arquivo”, diz Ronaldo Entler, curador da exposição. “Dentre essas ‘formas de perda’ estão a censura e os vícios de interpretação, as intempéries e a deterioração material, os descaminhos da obra que impedem recuperar seu histórico, e mesmo o excesso de informação que dificulta a ativação do olhar”, complementa. Na exposição, são apresentadas imagens que são tanto efeito ou sintoma desses processos, quanto obras que colocam esses fenômenos em discussão.

O objetivo não é produzir necessariamente um discurso dramático e pessimista em torno disso. “Tomo esse risco como algo inerente ao universo das imagens e das coleções. Por um lado, as imagens tem certa vocação para vagar em certa errância, por outro, elas são persistentes: em sua itinerância, sua hibernação, seu esforço de sobrevivência, elas se transformam, renovam seus sentidos e dialogam com outros tempos para além daquele de sua produção”, explica o curador. Elas ressurgem - para usar uma expressão de Freud - com uma espécie de “retorno do recalcado” justamente no momento de uma urgência. Daí também a ideia de “era preciso esperar para saber”: algumas imagens parecem frágeis diante daquilo que as ameaça, mas são perseverantes e se alimentam desse risco e dessa espera.

Maio Fotografia no MIS 2018
Anualmente, o Museu da Imagem e do Som dedica um espaço na agenda de programação para exposições exclusivamente de fotografias com obras de artistas nacionais e internacionais. A mostra Maio Fotografia no MIS 2018 fica em cartaz de 21 de abril a 17 de junho e apresenta, além desta, outras quatro exposições: Retraço, Be Aware, JOF e Malkovich, Malkovich, Malkovich: homenagem aos mestres da fotografia.

Galeria de Fotos