handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!

Hitchcock – Bastidores do suspense

A partir da atmosfera e personalidade do cineasta considerado mestre do suspense, o MIS apresenta a exposição Hitchcock – Bastidores do suspense. Concebida e desenvolvida pelo Museu, a mostra abre no dia 13 de julho e conta com curadoria de André Sturm, cineasta e ex-diretor do MIS. A exposição busca traçar um panorama da vida e obra do diretor por meio de uma expografia imersiva e interativa, que tem como conceito levar o visitante a um set de filmagem.

Através da longa filmografia de Hitchcock, o público pode conhecer os diversos aspectos e elementos que tornaram suas obras audiovisuais grandes sucessos e de inquestionável vanguardismo técnico e artístico. Hitchcock se ocupava de todas as etapas e processos de seus filmes, desde o argumento inicial ou pré-roteiro até a finalização e edição dos filmes, passando pela direção de arte, direção de fotografia e até indicação de como seria o design do pôster e seu plano de divulgação. Este domínio pleno e controle de todas as etapas da feitura de seus filmes estão presentes na mostra, que apresenta ao público um cineasta completo e preocupado com cada detalhe de suas produções.

A exposição conta com itens originais de instituições internacionais como o Acervo Marc Wanamaker | Bison Archives (Hollywood, California/EUA) e a Biblioteca Margaret Herrick, de Los Angeles, detentora do acervo da Academy of Motion Pictures and Sciences (responsável pela entrega dos prêmios Oscar). A biblioteca conta com uma grande coleção pessoal de fotos e manuscritos de Alfred Hitchcock, doados pela única filha do cineasta, Patrícia Hitchcock, e por sua neta, Tere OConnell Nickel. O museu também garimpou peças em acervos pessoais como do pesquisador Carlos Primati, e de instituições como a CEDOC TV Cultura, Timothy Hughes Rare Newspapers e Acervo Walter Reuben.

Entre os itens selecionados pela curadoria estão fotos, manuscritos, storyboards, croquis de figurinos, cartazes e materiais de divulgação dos filmes, como kits de imprensa e lobby cards (fotos de porta de cinema ou cartazetes), matérias de jornais e revistas e diversos outros elementos, além de material audiovisual, como, por exemplo, trechos de filmes do início da carreira do diretor.

A exposição tem patrocínio da Multiplus, Itaú, Getnet e Raízen e apoio da TozziniFreire Advogados.

PROGRAMAÇÃO PARALELA

>> 13.07 | Sexta-feira 13 – Maratona Hitchcock
>> 16.07—27.08 | Curso: O cinema de Alfred Hitchcock
>> 22.07 | Maratona Infantil – Especial Suspense
>> 05.08 | Cinematographo – Um corpo que cai
>> 13.08 |
Lançamento Única - Estudos hitchcockianos + Disque M para matar em 3D
>> 04.09—09.09 | Mostra Hitchcock
>> 09.09 | Cinematographo – Os pássaros

PLAYLIST
O MIS preparou uma playlist especial para a exposição. A playlist, que conta com informações que permeiam toda a carreira do cineasta – diretor de 53 longas – e com trilhas sonoras de seus filmes, está disponível no perfil do MIS no Spotify. Para aproveitar ainda mais a experiência, o Spotify oferece wi-fi gratuito para os visitantes do MIS.

SOBRE ALFRED HITCHCOCK
Alfred Hitchcock (1899-1980) foi um diretor, produtor e roteirista britânico cuja carreira cinematográfica durou de 1919 a 1976. Depois de mais de uma década como um dos principais diretores na Inglaterra, Hitchcock emigrou para os Estados Unidos em 1939. Na década de 1940, fez filmes como A sombra de uma dúvida/Shadow of a doubt (1943) e Quando fala o coração/Spellbound (1946), e na década de 1950 dirigiu, entre outros, Pacto sinistro/Strangers on a train (1951), Janela indiscreta/Rear window (1954), Um corpo que cai/Vertigo (1958) e Intriga internacional/North by Northwest (1959). Hitchcock teve seu maior sucesso comercial com Psicose/Psycho (1960) e depois mudou-se para a Universal pelo resto de sua carreira, dirigindo filmes como Os pássaros/The Birds (1963) e Frenesi/Frenzy (1972). Hitchcock foi indicado pela Academia cinco vezes na categoria de Direção.

Galeria de Fotos

Multimídia

O MIS preparou uma playlist especial para a exposição. A playlist, que conta com informações que permeiam toda a carreira do cineasta – diretor de 53 longas – e com trilhas sonoras de seus filmes, está disponível no perfil do MIS no Spotify. Para aproveitar ainda mais a experiência, o Spotify oferece wi-fi gratuito para os visitantes do MIS.

O MIS preparou conteúdo exclusivo relacionado à exposição para o canal do museu no YouTube. Confira coberturas de eventos, bate-papos na íntegra e até um making of.