handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!

Exposição de obras com NFT

A tecnologia blockchain, que propõe a descentralização de códigos gerados online como medida de segurança, vem revolucionando a indústria criativa. Artes visuais, música, indústria de games e o mercado audiovisual estão sendo impactados pelas possibilidades disruptivas da blockchain e Web 3.0.

A partir dessa tecnologia, foram criados os NFTs, ou “tokens não fungíveis”, que funcionam como um certificado de autenticidade e propriedade sobre itens digitais que podem ser colecionáveis. Por ser baseado em blockchain, um NFT não pode ser destruído ou dividido e sempre pode ser rastreado até o criador original.

Dessa maneira, publicações virtuais que antes não possuíam valor monetário devido à ampla possibilidade de cópia e reprodução na internet, agora podem ser atreladas a uma assinatura digital, que torna exclusiva a propriedade do original. E apesar de ainda ser possível copiá-la digitalmente infinitas vezes, apenas esse original terá um “selo” de autenticidade.

Em parceria com o Museu da Imagem e do Som e com a Metaverse Agency, especializada em projetos de metaversos, o Curta Kinoforum apresenta uma discussão sobre o uso de novas tecnologias aplicadas à arte e ao audiovisual e as perspectivas do metaverso e uma exposição com algumas dessas obras.

Obras da exposição:

MEMÓRIA VIRTUAL, de Ikaro Cavalcante
Artista transdisciplinar, pessoa não binária, trabalha especialmente com 3D, conectando suas pesquisas com conceitos como pós-morte, mmorpgs, memórias afetivas e sonhos.

ENCRUZILHADA X, de Alexandre Rangel
Artista multimídia, desenvolvedor de software, doutor em Artes Visuais pela UnB.

THE BLINDNESS MARCH, de Beto Gatti
Fotógrafo carioca, também atua como freelancer em campanhas internacionais para marcas globais e em editoriais de revistas como Vogue, Harper's Bazaar e GQ, L’Oreal, Mercedes entre outras.

HYGIEIA, de Emilianno Zapata
Artista paulistano com atuação em cidades como Los Angeles, Nova York e Sydney, tem formação em Audiovisual e Comunicação e especialização em Políticas Públicas Sociais, busca uma alquimia semiótica mágica, queer e investigativa.

ERROR e SIMULATION, de Paula Klien
Artista plástica brasileira, uma das pioneiras em arte contemporânea no uso do NFT no Brasil. Inspira-se na filosofia oriental milenar, usando água e nanquim para pintar papéis e telas de grandes dimensões. Também atua em fotografia e digigrafia.

CITY OF LIGHT, de Ruth Slinger
Uma das pioneiras no uso do vídeo como suporte de comunicação e arte, é formada em Publicidade e Propaganda pela FAAP, produziu seus primeiros trabalhos no início da década de 1980. Sua obra é caracterizada pela variedade temática e qualidade estética e documental.

Galeria de Fotos

Governo do Estado de SP