handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

O MIS está com as portas abertas de quinta a domingo. Confira as regras para uma visitação segura.

Coleção Guilherme Gaensly no acervo MIS: uma paisagem humana

Em parceria com o Google Arts & Culture o MIS celebra o Dia Internacional de Museus, em 18 de maio, com uma nova exposição: Coleção Guilherme Gaensly no acervo MIS: uma paisagem humana. O projeto reúne 83 instituições de mais de 25 países, sendo o MIS o único representante brasileiro. O lançamento da exposição acontece dentro da programação da campanha virtual #MISemCasa, em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Com curadoria da equipe de pesquisa e acervo do próprio museu, a mostra Coleção Guilherme Gaensly no acervo MIS: uma paisagem humana reúne importantes registros do fotógrafo suíço-brasileiro e destaca a participação dos trabalhadores para o cultivo do café no interior paulista no final do século 19 e início do século 20.

O café, como referência cultural, é um traço marcante do regionalismo da identidade paulista. Como se sabe, o cultivo do café dinamizou a economia de diferentes núcleos urbanos do Estado de São Paulo, sendo introduzido no começo do século 19, no Vale do Paraíba, estabelecendo-se gradativamente a partir dos anos 1840, na região de Campinas, e nos anos 1870 na região de Ribeirão Preto, Barretos e Jaú, para suprir uma intensa demanda de exportação. É importante lembrar que a mão de obra de europeus denominados imigrantes e a mão de obra escravizada coexistiram em razão de tardias concessões abolicionistas, que ocorreram entre 1850 e 1888.

Possuidor de um grande domínio técnico, o fotógrafo suíço-brasileiro Guilherme Gaensly foi comissionado pelo governo do Estado com a missão de realizar uma documentação fotográfica das fazendas do interior, percorrendo todo o processo, que envolvia plantio, colheita, beneficiamento e transporte do café até o Porto de Santos, onde a produção escoava para a exportação. Segundo o pesquisador e curador Sérgio Burgi, Gaensly é uma referência para o período, pois, de forma sofisticada, conseguiu experimentar técnicas fotográficas de características físico-químicas extremamente diversas. A seleção da série de fazendas de café, aqui apresentadas, retrata alguns cuidados necessários em cada etapa do trabalho, que de certa forma, levaram a construção dos nossos hábitos atuais. A mostra é uma adaptação digital da exposição que esteve em cartaz no MIS no SP Gastronomia, em 2019.

O Museu já possui outras três exposições dentro da plataforma – o perfil da instituição pode ser acessado pelo público neste link.

SOBRE O #MISEMCASA

A campanha #MISemCASA traz conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS. A ação acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19 – que determinou que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham seu funcionamento suspenso temporariamente. Conheça a ação #culturaemcasa: cultura.sp.gov.br/culturaemcasa/.

O MIS agradece aos patrocinadores e apoiadores da programação 2020, que também apoiam a iniciativa digital #MISemCASA: Youse (patrocínio máster), DENSO Brasil (patrocínio), Kapitalo Investimentos (patrocínio), Cielo (patrocínio), e TozziniFreire Advogados (apoio institucional)

Galeria de Fotos

Apoie o MIS ;)