handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

O Bate-papo de Cinema Pontos MIS realiza, aos sábados, exibições de filmes seguidos de debates ao vivo no YouTube do Museu, buscando trazer membros da equipe dos filmes, pesquisadores da área, críticos de cinema, jornalistas e agentes cineclubistas para discutir sobre a obra e apresentar curiosidades da produção. 

Esta edição apresenta o documentário “Um dia para Susana” (dir. Rodrigo Boecker e Giovanna Giovanini, Brasil, 2019, 85 min, livre) sobre a triatleta Susana Schnarndorf, que, após ser diagnosticada com uma doença degenerativa em 2005, conseguiu canalizar sua força para um novo sonho: ser campeã na Paraolimpíada Rio 2016. O bate-papo acontece presencialmente no Ponto MIS de Presidente Prudente, e será transmitido ao vivo pelo canal do MIS no YouTube. Participam do bate-papo Rodrigo Boecker Giovanna Giovanini, diretores do filme, e Lais Garcia, educadora do MIS responsável pelo programa de acessibilidade do Museu. A mediação é da roteirista e diretora Giuliana Monteiro.  

O filme fica disponível gratuitamente de 02.12 (às 11h) até 04.12 por meio deste link, e o bate-papo pode ser assistido ao vivo no canal do MIS YouTube.

Assista no canal do MIS no YouTube.

Sobre o filme

Um dia para Susana
(dir. Rodrigo Boecker e Giovanna Giovanini, Brasil, documentário, 2019, 85 min, livre) 

Após ser diagnosticada com uma doença degenerativa em 2005, a triatleta Susana Schnarndorf conseguiu canalizar sua força para um novo sonho: ser campeã na Paraolimpíada Rio 2016. Enquanto ela nada em direção a sua vitória, acaba ficando mais longe de seus filhos. 

Sobre os convidados

Rodrigo Boecker é designer de som e diretor especializado em não ficção. Participou de filmes premiados como “Projeto do meu pai” (2016), “Um dia para Susana” (2018), “Cine Paissandu” (2013).

Giovanna Giovanini é editora e diretora especializada em nãoficção, cujos filmes em que participou foram selecionados em mais de 150 festivais ao redor do mundo, entre eles o Berlinale Talents Buenos Aires 2020. 

Lais Garcia é professora, educadora e oficineira. Graduada em História e especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela FMU, atualmente estuda Psicologia na USJT e trabalha no Núcleo Educativo do Museu da Imagem e do Som. Desde 2015 coordena o Acessa MIS, programa de acessibilidade do museu, que produz os recursos acessíveis nas exposições e recebe pessoas com deficiência, sofrimento psíquico e vulnerabilidade social, através de visitas mediadas e oficinas de diversos temas, em especial audiovisual e artes manuais. Coordenou e produziu a primeira edição do Núcleo Experimental de Cinema MIS. 

Sobre a mediadora 

Giuliana Monteiro é roteirista e diretora nascida em São Paulo, mestre em produção de filmes pela faculdade de Nova York Tisch School of the Arts, onde dirigiu e roteirizou diferentes projetos audiovisuais. Atualmente, trabalha em dois filmes, o seu primeiro longa-metragem ficcional, “Estrada para Livramento”, que tem o apoio do fundo Spike Lee para desenvolvimento e da fundação San Francisco Film Society, e também na finalização do longa-metragem documental “Bento”. 

 

SOBRE O #MISEMCASA
A campanha #MISemCASA traz conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS. A ação acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Conheça a ação #culturaemcasa: cultura.sp.gov.br/culturaemcasa/.

O MIS agradece aos patrocinadores e apoiadores da programação, que também apoiam a iniciativa digital #MISemCASA: Kapitalo Investimentos (patrocínio), Cielo (patrocínio), Vivo (patrocínio), TozziniFreire Advogados (apoio institucional), Bain & Company (apoio institucional) e Telhanorte (apoio operacional).

Galeria de Fotos