handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

Criado em 2011, o Estéreo MIS fortalece a cena musical independente nacional, trazendo artistas que estão despontando no cenário artístico e abrindo espaço para novas sonoridades e concepções musicais. Já participaram do projeto artistas como Tulipa Ruiz, Jaloo, Xênia França, Laura Lavieri, Mulamba, Tuyo, Labaq e Luisa e os Alquimistas. Em 2019, o projeto passou a incluir uma entrevista, realizada em estúdio, que, assim como o show completo, passa a integrar o Acervo do Museu, que pode ser acessado on-line.  

No mês de novembro, sobe ao palco do Auditório MIS a cantora e compositora de origem congolesa Marissol Mwaba. Com 10 anos de carreira, já lançou o álbum “Luz-A-zuL" (2016) e o registro de um processo terapêutico “Palavra mágica acústico Rec’n’Play” (2018), e estudou astrofísica na Sorbonne, em Paris. Fala quatro línguas com fluência, é palestrante do TEDxTalks, dá aulas de canto e colaborou com diversos artistas, como Emicida, Chico César, Luedji Luna e Rincon Sapiência, com quem lançou o single e clipe “Sol”. Marissol aqueceu a entrada do segundo semestre de 2021 com a faixa e clipe “Chupando versos” (feat com Drik Barbosa, François Muleka, Linn da Quebrada e Lucs Romero), abrindo os lançamentos de seu EP “NDEKE”, com faixas inéditas, além de ter sido indicada como Novo Talento no prêmio SIM São Paulo. Em setembro, no dia do seu aniversário, Marissol lançou “Marte”, com participação de Tuyo e produção musical de Mônica Agena, convidando a uma viagem ao afeto e ao carinho. Em junho de 2022, lançou o EP “NDEKE” com as duas faixas já lançadas e a inédita “Parece azul” (feat de Iuri Rio Branco e Fábio Smeili). Em setembro do mesmo ano, saiu o single e clipe “Vem pra curar”, de Fióti em parceria com Marissol Mwaba. 

Galeria de Fotos