handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

O MIS está com as portas abertas de sexta a domingo. Confira as regras para um visitação segura.

No sábado, 1º de fevereiro, o MIS preparou uma programação especial - e gratuita - para marcar a abertura da exposição Revelando Hilda Hilst.

10h às 20h | Varal de poemas Hilda Hilst

O público é convidado a retirar poemas de Hilda Hilst, deixando no lugar reflexões poéticas ou ilustrações de sua própria autoria e ler o poema em um microfone, de forma a criar uma troca constante entre os pensamentos de Hilda e dos visitantes do MIS.

16h | Visita guiada

Visita guiada e bate-papo com Jurandy Valença [curador] e Gabriela Greeb [instalação sonora].

Local: Espaço Expositivo Térreo e Nicho

18h | Leitura poética

Bete Coelho, Cida Moreira e Glamour Garcia fazem uma leitura poética dos textos: Alcóolicas, Sobre a tua grande face, Bufólicas e Cantares do sem-nome e de partidas. A leitura será acompanhada por projeção da VJ Carol Shimeji.

Para o público infantil

15h - 16h | Ilustrando Hilda Hilst

A partir de poemas e desenhos da escritora, poeta e dramaturga paulista Hilda Hilst as crianças são convidadas pelo Educativo MIS a criar seus próprios livros de ilustrações.

Sobre o projeto 

O MIS celebra a vida e obra da escritora, poeta e dramaturga paulista Hilda Hilst (1930-2004) no ano em que se comemora 90 anos do seu nascimento com o projeto Revelando Hilda Hilst, que também marca o início das comemorações do aniversário de 50 anos do Museu da Imagem e do Som.

Com curadoria do artista visual e jornalista Jurandy Valença e co-realização da Caboclas Produções, o projeto apresenta uma exposição de retratos de Hilda, alguns deles inéditos, desenhos de sua autoria nunca antes exibidos em público, além de quinze edições originais dos livros de Hilda. A mostra se completa com a instalação sonora Rede Telefonia, de Gabriela Greeb e Mario Ramiro, na qual é possível ouvir a voz da autora por intermédio de gravações originais realizadas na década de 1970, quando ela tentava se comunicar com o além.

Já a programação paralela traz leituras de seus poemas, com convidados como Cida Moreira, Marina de La Riva e Dudu Bertholini, entre outros, além da exibição dos filmes Hilda Hilst pede contato (dir. Gabriela Greeb, 2018) e O unicórnio (dir. Eduardo Nunes, 2018), e a leitura dramática de uma de suas peças, O visitante, escrita em 1968 em plena ditadura militar.

Galeria de Fotos

Apoie o MIS ;)