MIS

Museu da Imagem e do Som

MIS

Museu da Imagem e do Som

Carregando Eventos

Arte e poesia – Os caminhos que nos levam às palavras que nos beijam 

Curso presencial | De 25.03 a 22.04, segundas e terças, das 19h às 21h

Data

25 e 26.03, 01, 02, 08, 09, 15, 16 e 22.04, segundas e terças

Horário

Das 19h às 21h

Valor

R$135 cada módulo, total R$405 e na compra dos 3 módulos, ganhe 20% de desconto utilizando o cupom POESIA20OFF (R$324 o curso completo)

Política de descontos

10% de desconto após a 1ª compra (cupom MIS10OFF)   

30% de desconto na compra do 6º curso (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br)   

Gratuidade na compra do 11º curso   

50% de desconto para pessoas 60+ (cupom IDOSO50OFF, limitado a 5 vagas por curso, 1 por CPF)   

50% de desconto para professores da rede pública de ensino do Estado de São Paulo (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br com cópia do holerite atual mais documento de identidade. Limitado a 5 vagas por curso)

Local

Presencialmente no auditório

Vagas: 64 vagas   

Este curso propõe três módulos temáticos em que a poesia, em suas diversas manifestações, é a estrela. Modelada pela língua portuguesa, a poesia está presente nas mais diversas camadas da existência humana. As buscas da alma humana se traduziram, ao longo do tempo, em arte e poema, e essas obras ganham cada vez mais atualidade ao passo que são lidas e discutidas. Sem deixar de lado as perspectivas cronológica e histórica, bem como o contexto de vida do autor, o curso prioriza a beleza da obra, o texto literário ou artístico, em sua dinâmica de construir sentidos com o leitor brasileiro contemporâneo. Assim, para este diálogo, são chamadas, além da literatura, a música, a pintura e outras formas de expressão das linguagens artísticas. Afinal, as linguagens artísticas possibilitam comunicar os mais profundos questionamentos sobre quem somos e sobre a realidade em que existimos. 

Para esta reflexão, serão visitadas obras de importantes poetas da língua portuguesa, como Luís de Camões, Machado de Assis, Fernando Pessoa, Olavo Bilac, Soror Violante do Céu, Florbela Espanca, Raul Leal, Paula Tavares, Eça de Queirós, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Vinícius de Moraes, Hilda Hilst, Chico Buarque, Djavan, Cacaso, Caetano Veloso, Adélia Prado, Al Berto, Ferreira Gullar, Mário Cesariny, entre outros, além de muitos pintores, músicos, escultores, cineastas e outros artistas. 

Desta perspectiva, com o poeta português Alexandre O´Neill, repetimos que “Há palavras que nos beijam./ Como se tivessem boca”. Esse simbólico beijo, por vezes, é quase uma mordida. Nesse beijo que a poesia nos dá, encontramos a possibilidade de ressignificar a nossa humanidade no cotidiano. 

Módulo 1 – O beijo do amor em nós 

Em algum momento da vida (ou em vários!), somos beijados pelo amor romântico, aquele sentimento que, sabemos, irá ser o combustível de uma parte da nossa narrativa de vida. Neste módulo, nos propomos a enfrentar a definição do amor, como explicada pela filosofia e pela psicologia, a partir da interpretação muito pessoal de diferentes artistas. Refletiremos, também, sobre o cotidiano, as demandas para simplificar os sentimentos complexos e o reflexo disso na construção contemporânea das identidades. 

Aula 1 | Amar em um mundo líquido. Nossas reflexões nos levam a questionar o que são o amor e a paixão. Em um mundo em que tudo se apresenta líquido e momentâneo, o que é esse sentimento que nos colhe completamente e nos tira o sono e transforma o nosso olhar? Buscamos relacionar o amor, o erotismo e a palavra que, dita ou silenciada, é a expressividade do ato amoroso. Esse mesmo amor, que é carne, é também o encontro com o sagrado e com a transcendência e os conflitos que daí resultam. O amor é um tema cuja definição não se esgota na pluralidade de sentimentos como se manifesta, mas alarga-se para questionar a pessoa que, a partir dele, se desenvolve em nós. 

Aula 2 | O amor como sólida mordida de quem somos. O amor, mesmo antes de ser, já constrói uma história, a nossa história, e em torno dele – e por causa dele – acontecem as mais diversas experiências de vida. Desde que nasceu a língua portuguesa, pensa-se na relação com as narrativas amorosas. A construção dessa nossa biografia de amar é cheia de capítulos, muito diferentes entre si, inclusive o do término. A finitude parece ser o contrário da proposta a que amar nos convida (ou empurra?). A finitude faz sofrer. Para além dos obstáculos, por vezes, enfrentados à sua realização. Por isso, as histórias de amor são também, em algum momento, histórias de dor. Mas como a história de amar (ou de não amar) nos transforma e modifica? Quem nos tornamos diante da experiência da história de um amor? 

Aula 3 | O amor e a moral. A sexualidade e o amor têm sido modelados pela moralidade. Mas a arte, sendo arte, está para além dos rótulos de ser moral ou imoral. Claro que ainda existem pudores, por exemplo, à expressão assertiva do amor entre pessoas do mesmo sexo na obra artística. E o artista precisa viver. Ele precisa de dinheiro e isso requer que, por vezes, ele tenha que se sujeitar aos obstáculos que dificultam que a sua obra de arte circule. As fronteiras entre a pornografia e o erotismo também traduzem enfrentamentos. E a arte beija e morde com amor a todos os desafios, seja de modo mais explícito, seja por metáforas, trocadilhos e outros estratagemas. 

Módulo 2 – O beijo do outro nos morde 

A consciência da individualidade da pessoa, particularmente como desenvolvida a partir do século XIX, trouxe consigo a importância do outro. Nos tornamos quem somos nas diferentes e variadas relações que construímos com os outros. Mas, antes da psicologia e da psicanálise darem conta desse fato, as artes já discutiam a complexidade de existirmos como indivíduos nas inter-relações com os outros. 

Aula 1 | Eu sou entre mim e o outro. Ser original é um dos mais fortes desejos contemporâneos. Ser original é um desejo, desde sempre, das artes. Mas o que é a originalidade? Quem somos é uma constante construção, sujeita sempre à interpretação que o outro faz de nós. Mas esse outro não vê quem de fato somos, mas aquilo que parecemos ser. Quais abismos separam aquele que somos no íntimo daquele que é interpretado pelo olhar dos outros? 

Aula 2 | O outro opressivo que nos morde. O convívio com o outro é, por vezes, opressor. A dificuldade de nos relacionarmos com aquele que está perto de nós e com o qual nos modificamos e nos tornamos quem somos aparece muitas vezes no fazer artístico. É também um caminho para pensar a contemporaneidade, que oscila entre o desejo individual de ser autêntico e inédito e, ao mesmo tempo, a vontade de pertencer a um grupo. A ruptura, a coesão, o fragmento e o fluxo são, por vezes, apenas componentes de uma mesma realidade artística que se instala entre nós. 

Aula 3 | O outro que nos beija e acompanha. E lá vai o eu pelo caminho, mas não vai só, mesmo quando sozinho. O outro está sempre na relação e na fragmentação de quem somos. Disso, o artista já se tem dado conta há muito tempo. A poesia é sensível a essa caminhada e se faz diálogo. A companhia do outro nem sempre é percebida e, certamente, nem sempre é opressora. Por vezes, o outro é o mestre que nos ensina, pelo exemplo ou pelo contraexemplo, como devemos fazer. A referência do outro em nossas vidas exige a maturidade de sabermos construir quem somos com tantas presenças companheiras ao nosso redor. 

Módulo 3 – O beijo do sucesso 

No dia a dia, não gostamos de falhar. O erro representa sempre um tempo de dor e perda. Ainda mais considerando o atual pensamento dominante que considera o êxito e o sucesso valores a serem cultivados e defendidos, como indivíduos ou como sociedade, a qualquer custo. Na busca da felicidade e do sucesso, emergem inúmeras soluções. Ao longo da história, as artes, e de modo muito especial a literatura, têm abordado o tema do sucesso, do erro, da certeza (ou incerteza) de presentes satisfatórios e futuros ainda melhores. 

Aula 1 | A experiência do fracasso. Em um mundo que nos pede para acertarmos sempre, o que significa fracassar? O encontro com o erro, com a sensação de ter falhado, com o estranhamento diante do que é, mas poderia ter sido diferente, são temas recorrentes na produção artística, particularmente na produção literária. O olhar do artista interroga a experiência da vida nas suas diferentes camadas. 

Aula 2 | Estamos sempre atrasados…Nós, que vivemos no Brasil, sempre nos interrogamos sobre a nossa relação com o progresso e com a modernidade. Sentimo-nos um pouco como o coelho de Alice, com a sensação de que estamos sempre atrasados em relação às demais culturas e civilizações. Buscamos uma modernidade e uma modernização que parecem nunca chegar. Somos o país do futuro, de um futuro que parece nunca chegar. 

Aula 3 | A modernidade como ruptura e como diálogo. A arte, pela forma e pelos conteúdos e temas tratados, sempre se abriu ao diálogo. O mundo globalizado e acelerado em que vivemos descobre a necessidade de estabelecer os mais diferentes diálogos. Curiosamente, ao passo que a modernidade se descobre espaço para a palavra, ela se assume também como campo de rupturas, em que a fragmentação testa e força os limites e revela a fragilidade de existirmos. 

Sobre o professor José Luís Landeira

José Luís Landeira tem pós-doutoramento em Letras pela Universidade de Coimbra, de Portugal, na área de Literatura e Educação. É doutor em Educação – área de Linguagem e Educação – pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Letras pela mesma universidade. É professor universitário e coordenador de cursos de pós-graduação na área das artes. É também pesquisador e autor de livros e diversos artigos sobre os temas da educação, das artes e das linguagens. Sua pesquisa incide sobre as relações entre as artes (e a literatura) nos seus diálogos entre si e com os contextos de produção e de compreensão. 

Condições dos cursos MIS

→ Cancelamento do curso ou mudança de datas
Se o número mínimo de inscritos não for alcançado ou por motivos de caso fortuito ou força maior, o curso poderá ser cancelado ou ter datas e horários alterados. Nesse caso, a equipe MIS entrará em contato com todos os inscritos (por e-mail) para passar as informações necessárias.

→ Problemas técnicos
Caso ocorra algum problema técnico que impeça a realização da aula, entraremos em contato com os alunos por e-mail informando a providência que será tomada em conjunto com o professor e a equipe do MIS.

→ Cancelamento de matrícula
Para cancelar sua matrícula e pedir reembolso do valor pago, envie um e-mail com sua solicitação no prazo máximo de até sete dias após a compra. Caso a realização desta compra tenha acontecido em tempo inferior a sete dias do início do curso, o cancelamento fica limitado a 48 horas antes do início do curso
Se o cancelamento da matrícula for efetuado após os prazos acima indicados, não haverá devolução do valor pago, mas o participante poderá indicar outra pessoa para sua vaga, que gozará dos 100% já pagos.
Cursos ofertados como combo não concedem o direito de reembolso por módulos após o início do primeiro módulo, já que, após a venda, ela se torna indisponível, impossibilitando que outro interessado faça a compra.

→ Certificado
Para receber o certificado de participação, é necessário assistir a 75% das aulas ministradas. O certificado será enviado no prazo de até 10 dias úteis para o -email cadastrado no ato da matrícula.

→ Desconto para pessoas a partir de 60 anos
A pessoa que irá fazer o curso deve ter 60 anos ou mais para ter direito ao desconto de 50% no valor, independentemente da idade da pessoa que adquiriu o curso, caso não seja o próprio aluno que tenha adquirido e feito o pagamento.

→ 10% de desconto após a 1ª compra (cupom MIS10OFF)

→ 30% de desconto na compra do 6º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021 (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br)

→ Gratuidade na compra do 11º curso. Cursos comprados a partir de junho de 2021

→ 50% de desconto para professores da rede pública de ensino do Estado de São Paulo (enviar e-mail para cursos@mis-sp.org.br com cópia do holerite atual mais documento de identidade. Limitado a 5 vagas por curso)

Para eventuais dúvidas, escreva para: cursos@mis-sp.org.br

Governo do Estado de SP